top of page

Qual é a sua intensidade ideal de treino?


Treino também tem muito de cálculos!


Se você não sabia disso, então precisa ler esse post agora para nunca mais perder tempo no ginásio.


Não, você não precisa entender de equações para entender quais são as suas intensidades e quantidades ideais de treino. Na calculadora de Harris-Benedict do post anterior, basta inserir seus dados e ela vai te dizer quantas calorias deve ingerir e quantas deve gastar conforme seus objetivos físicos.

Depois, com cálculos ligeiros feitos com a sua idade e mais qualquer coisa, você tem a sua frequência cardíaca alvo.

De maneira genérica, podemos calcular assim:


220 - idade = x


Desse x, vamos chegar ao percentual de esforço. Em geral, um esforço considerável para pessoas sem problemas cardíacos ou limitações crónicas de saúde, vamos treinar com algo acima de 70% da frequência cardíaca máxima. Então, já tendo o x calculado, multiplique por 70% e terá a sua zona alvo de treino.


Se não tiver um relógio para monitorizar os batimentos por minuto, pode sempre usar a percepção subjetiva do esforço (PSE). Existe uma tabela de equivalência da PSE com a frequência cardíaca, mas vou ficar aqui com a dica básica do workout or talk. Se estiver muito fácil manter uma conversa durante o treino, significa que a intensidade está abaixo dos seus 70%.


Tem que ser intenso para valer a pena?


Não tem que ser mas, se o seu objetivo é um défice calórico (por exemplo), vai levar muito mais tempo de treino para atingir o gasto energético desejado.


E para saber quantas calorias precisa gastar por semana para perder 1kg de gordura?

Também é fácil, mas precisa ser pensado dentro de uma estratégia nutricional, que vai complementar a nossa estratégia de treinos.



Quer ter tudo isso pronto, planeado por profissionais e sem perder o seu tempo para pesquisar tudo?


Começamos o seu grande plano de vida e saúde em Janeiro. Que tal?

bottom of page